Propaganda

Terapias Comportamentais na Dependência de Álcool e Drogas: Um Guia Completo

A dependência de drogas e álcool, ou transtorno do uso de substâncias (SUD), é uma condição caracterizada pela incapacidade de uma pessoa de controlar o uso de drogas e álcool.

Propaganda

Quando você se torna viciado, não consegue resistir ao desejo de usar drogas e beber álcool, apesar de saber dos danos que isso pode causar. 

Na maioria dos casos, o vício começa com o uso experimental em situações sociais. Por exemplo, se seus colegas são usuários de drogas, como você pode dizer não quando eles oferecem alguma? Para muitos, torna-se mais recorrente até que não consigam mais controlá-lo. 

Propaganda

O risco de dependência de drogas e álcool pode variar dependendo da substância usada. Algumas drogas são mais potentes e podem desencadear dependência mais rapidamente do que outras. Estes incluem cocaína, maconha, analgésicos opioides, nicotina, estimulantes e metanfetaminas.

Hoje, existem muitas maneiras de tratar a dependência de drogas e álcool. A terapia comportamental é uma delas, que visa ajudar os indivíduos a identificar e mudar seus comportamentos autoinfligidos e não saudáveis. Ele postula que os comportamentos aprendidos podem ser alterados para melhor. 

Se você procura terapia comportamental para combater seu vício, visite jacksonhouserehab. com ou outras instalações de reabilitação para iniciar o tratamento. Profissionais de saúde mental (por exemplo, psiquiatras e psicólogos) irão orientá-lo para a sobriedade.

Abaixo estão os diferentes tipos de terapia comportamental que os especialistas podem recomendar para você superar seu vício.

Anúncios

1. Terapia cognitivo-comportamental

A terapia cognitivo-comportamental (TCC) é uma forma de psicoterapia bem reconhecida para tratar o vício e outras condições de saúde mental, como depressão e ansiedade. O princípio por trás da TCC indica que o vício é baseado em comportamentos negativos e padrões de pensamento autodestrutivos.

A TCC é definida como uma combinação de terapia cognitiva e terapia comportamental. Ele identifica padrões de pensamento, comportamento e resposta emocional desadaptativos e os substitui por outros mais desejáveis.

O principal objetivo da TCC é ajudar os indivíduos a determinar e mudar padrões de pensamento prejudiciais que podem afetar negativamente seus humores, emoções e comportamentos. Durante a terapia, esse pensamento é identificado e substituído por pensamentos mais saudáveis.

Aqui estão as técnicas usadas na TCC:

  • Identificação de pensamento negativo: Este é o processo de conhecer os sentimentos, situações e pensamentos que contribuem para comportamentos não saudáveis. No entanto, muitas vezes é um desafio, especialmente para indivíduos que não conseguem se examinar.
  • Praticando habilidades de enfrentamento: Na TCC, os indivíduos aprendem habilidades que podem usar na vida real. Por exemplo, pessoas com SUD podem praticar técnicas e estratégias para ajudá-los a lidar com situações que podem desencadear uma recaída.
  • Estabelecendo objetivos: Este é um passo importante para superar o vício, ajudando você a melhorar sua vida e saúde. Durante uma sessão de TCC, um especialista em saúde mental pode ajudá-lo a identificar seus objetivos e classificá-los, sejam eles de curto ou longo prazo.
  • Resolvendo problemas: Esta técnica ensinará como resolver conflitos causados ​​por estressores da vida. Isso também pode ajudá-lo a minimizar o impacto negativo de doenças físicas e psicológicas.
  • Auto-monitoramento: Essa técnica envolve acompanhar comportamentos, experiências e sintomas e discuti-los com um especialista em saúde mental. Com isso, os especialistas podem identificar o melhor tratamento para sua condição.
  • Interpretação Terapêutica: Essa técnica é frequentemente usada para tratar fobias, mas também pode ser usada para combater o vício. Permite que os indivíduos pratiquem habilidades que podem ajudá-los superar a recaída e desejos de substâncias.

Outras técnicas utilizadas na TCC incluem registro no diário, distrações mentais e relaxamento.

2. Gestão de contingências 

O gerenciamento de contingência (CM) é uma terapia comportamental que recompensa os indivíduos por cada mudança positiva que eles fazem em suas vidas.

O CM é baseado no condicionamento operante - um princípio que incentiva os indivíduos por seus comportamentos saudáveis. Os incentivos podem ser um passe de cinema, prêmios de sorteio, cupons de desconto, vale-refeição grátis, etc. No entanto, nenhuma recompensa será concedida se não houver melhora no comportamento.

Terapias Comportamentais na Dependência de Álcool e Drogas

Então, quais são os possíveis comportamentos que podem ser recompensados ​​com base nos princípios do CM? 

  • Atender aos horários de tratamento sem perder nenhum
  • Participar de grupos de apoio, como Narcóticos Anônimos (NA) e Alcoólicos Anônimos (AA)
  • Teste negativo em testes de drogas
  • Evitando consistentemente o uso de drogas e álcool
  • Envolver-se em atividades que promovam a recuperação
  • Tomar medicamentos na hora certa e na dosagem certa

O MC também vem em diferentes variações e intervenções, como MC de abstinência, MC de atendimento e reforço baseado em vales.

  • Abstinência CM: Nesta intervenção, os indivíduos devem fornecer testes de drogas ao seu terapeuta. Se os resultados de seus testes forem negativos, eles serão elegíveis para incentivos, como cupons de prêmios em diferentes denominações.
  • Presença CM: O principal objetivo desta intervenção é encorajar os indivíduos a completarem a sua frequência nas sessões de terapia. Essa técnica pode ajudar a aumentar o senso geral de realização de um indivíduo.
  • Reforço baseado em voucher: Como o nome indica, esta intervenção se concentra em fornecer vales aos indivíduos assim que eles atingem um comportamento-alvo. Eles podem receber um voucher para cada resultado de teste negativo que fornecerem, que pode ser trocado por mercadorias.

Outra intervenção de MC é o MC baseado em prêmios. É semelhante ao reforço baseado em voucher. Mas, em vez de vales, oferece aos indivíduos oportunidades de ganhar prêmios em dinheiro. Os prêmios em dinheiro podem variar de US$ 1 a US$ 100.

3. Terapia Racional Emotiva Comportamental

A terapia comportamental emotiva racional (REBT) é um tipo de TCC que se concentra em ajudar os indivíduos a gerenciar pensamentos e emoções de uma maneira mais realista e saudável.

Identificar crenças irracionais também é um objetivo do REBT. Crenças irracionais são respostas negativas a eventos e situações estressantes da vida, resultando em mais problemas. 

O princípio básico do REBT pode ser explicado pelo modelo ABC. ABC significa:

  • A: Evento de ativação—uma situação acontecendo ao seu redor
  • B: Crença - seus pensamentos sobre uma situação particular (evento ativador)
  • C: Consequência – sua resposta a uma crença particular

O modelo ABC o ajudará a reconhecer as crenças irracionais que podem causar distúrbios psicológicos. Normalmente, eles são percebidos como 'absolutos', como 'não posso', 'não vou' ou 'devo'. Aqui estão alguns exemplos de crenças irracionais comuns:

  • Você deve se sentir muito chateado com os fracassos de outras pessoas na vida.
  • Você deve ser bem-sucedido e estar sempre por dentro de tudo para que as pessoas o achem valioso.
  • Você só será feliz se evitar todos os desafios da vida.
  • Você nunca será capaz de controlar sua felicidade. Sempre dependerá de fatores externos.

Depois de identificar suas crenças irracionais, é hora de substituí-las por outras mais saudáveis. Observe que isso pode ser opressor em algum momento, e não há problema em cometer um erro e sentir desconforto com a avaliação que faz de si mesmo.

Aqui estão três conceitos-chave que a REBT deseja que você siga:

  • Você merece ser aceito, independentemente do que conquistou e dos erros que cometeu na vida.
  • Outras pessoas também merecem ser aceitas, mesmo que seu humor e comportamento sejam algo que você odeie muito.
  • Você experimentará muitas coisas negativas na vida porque a vida não foi projetada para ser sempre positiva.

Algumas técnicas que seu terapeuta pode usar para direcionar suas respostas emocionais incluem imagens guiadas, registro no diário e meditação.

4. Terapia Comportamental Dialética

A terapia comportamental dialética (DBT) é outra forma de TCC. Tem como objetivo ensinar os indivíduos a manter contato com o presente, regular seu comportamento e emoções, fortalecer seus relacionamentos com os outros e formular uma forma saudável de combater o estresse.

DBT foi inicialmente desenvolvido para tratar transtornos de personalidade, particularmente transtorno de personalidade limítrofe (BPD). No entanto, com o passar do tempo, foi usado para tratar outras condições, incluindo dependência e outros comportamentos autodestrutivos.

DBT tem quatro estágios de tratamento:

  • Fase 1 – Avaliação: Todos os seus comportamentos extremos e autoinfligidos serão discutidos nesta fase. Estes podem incluir automutilação ou pensamentos suicidas.
  • Estágio 2 - Problemas de endereço: Esta fase aborda preocupações que podem afetar negativamente a qualidade de vida de um indivíduo. Isso pode incluir regular as emoções, habilidade interpessoal e tolerar o sofrimento.
  • Estágio 3 - Foco em si mesmo: Esta fase concentra-se em questões que podem afetar a autoconfiança e as relações com os outros (interpessoal).
  • Estágio 4 - Aproveite ao máximo a vida: Esta fase envolve um tratamento que incentiva os indivíduos a experimentar a vida ao máximo. Inclui encontrar a felicidade, construir laços mais fortes e perseguir sonhos.  

Aqui estão as técnicas de DBT que seu terapeuta pode usar:

  • Atenção: O DBT visa desenvolver habilidades de atenção plena, encorajando você a se concentrar no que está ao seu redor e dentro de você (por exemplo, emoções atuais, percepções, impulsos, etc.). Também ajuda você a se concentrar nas habilidades de enfrentamento que podem ajudá-lo a superar o vício.
  • Tolerância ao Sofrimento: Essa técnica permite que você aceite quem você é e onde está agora. Também envolve técnicas relacionadas, como autoconsolo e pensar nas consequências da falha em lidar com o sofrimento.
  • Regulação da emoção: Essa técnica permite gerenciar e controlar sentimentos negativos intensos de maneira eficaz. Além disso, ajudará você a identificar e mudar emoções prejudiciais e a criar experiências mais positivas.

Por meio da DBT, você será capaz de aceitar a si mesmo e às suas circunstâncias, identificar e mudar padrões de pensamento prejudiciais, substituir crenças por outras mais realistas e aprender novas habilidades.

5. Programas de Doze Passos

Os programas de doze passos apóiam grupos que ajudam os indivíduos a superar o vício em drogas e álcool — às vezes condições de diagnóstico duplo. Foi criado por AA para se recuperar do vício em álcool.

O conceito principal dos programas de 12 passos é alcançar e manter a sobriedade ajudando uns aos outros. E essa cura por si só não é suficiente, a menos que os indivíduos que sofrem de dependência se submetam a um ser onipotente superior.

Esse ser onipotente não precisa ser Deus, principalmente se você não for cristão. Pode ser o universo, a comunidade do grupo de apoio ou outro ser superior, dependendo de sua espiritualidade e religião (por exemplo, Alá para os seguidores do Islã).

Então, quais são esses 12 passos? 

  • - Admita que você é impotente perante o vício.
  • - Acredite que existe um poder superior que pode ajudá-lo.
  • - Entregue todo o seu controle ao poder superior.
  • - Estabeleça e otimize seu inventário pessoal.
  • - Admita para si mesmo, para alguém e para o poder superior todos os seus erros.
  • - Prepare-se para ser corrigido pelo poder superior.
  • - Peça ao poder superior para se livrar de todas as suas falhas e imperfeições.
  • - Faça uma lista de todos os erros que cometeu com outras pessoas e prepare-se para pedir desculpas.
  • - Estenda a mão para aqueles que foram feridos por seus erros. Pare se você acha que falar com eles os machucaria mais. Isso significa que eles ainda não estão prontos para você.
  • - Continue seu inventário pessoal e admita seus erros.
  • - Busque conexão espiritual e iluminação com o poder superior por meio da meditação e da oração.
  • - Leve a mensagem do programa de 12 passos e ofereça-o como ajuda para aqueles que precisam dele.

Além do AA, vários grupos de apoio — com o mesmo objetivo de combater o vício — criaram suas próprias versões do programa de 12 passos. Estes são NA, Gamblers Anonymous (GA) e Heroin Anonymous (HA).

6. Entrevista Motivacional

A entrevista motivacional (MI) é projetada para ajudar os indivíduos a serem motivados a mudar seus padrões comportamentais prejudiciais. Essa abordagem é eficaz para indivíduos com desejos conflitantes sobre como fazer mudanças comportamentais.

Quando se trata de vício, os indivíduos costumam ter sentimentos contraditórios. Por exemplo, você quer mudar seu comportamento, mas ainda não está pronto para isso. MI pode abordar essas ideias contraditórias, motivando-os a mudar para a melhor versão de si mesmos.

Aqui estão os quatro princípios por trás da entrevista motivacional:

  • Expressando empatia: Indivíduos com dependência geralmente relutam em procurar tratamento por medo de serem julgados. No entanto, os terapeutas visam entender sua situação em vez de julgá-los com base no ponto de vista de seus clientes. Isso se chama empatia.
  • Desenvolvimento de discrepância: Este princípio baseia-se na ideia de que os indivíduos ficam motivados quando veem onde estão agora. O papel do terapeuta é ajudá-los a definir seus valores e objetivos centrais. Isso encoraja os indivíduos a mudar.
  • Rolando com resistência: Este princípio encoraja os terapeutas a ajudá-los a entender a si mesmos, em vez de se opor ou desafiar os indivíduos com vício. Isso pode ser feito oferecendo diferentes versões de determinados eventos, aumentando sua motivação para a mudança.
  • Apoiar a autoeficácia: Este princípio encoraja os terapeutas a apoiar a autoeficácia de um indivíduo (a confiança para alcançar um comportamento-alvo). Eles orientam seus clientes ao longo do processo, os incentivam e reconhecem todas as mudanças positivas.

Palavras finais

A dependência de drogas e álcool pode ser tratada por meio de sessões de terapia comportamental. A terapia comportamental inclui terapia cognitivo-comportamental, gerenciamento de contingência, terapia comportamental racional emotiva, terapia comportamental dialética, programas de 12 passos e entrevista motivacional.

Estes visam ajudar os indivíduos com dependência a identificar comportamentos aprendidos e mudá-los. Se você ou um ente querido tiver SUD, converse com um profissional de saúde mental o mais rápido possível. Eles o ajudarão a encontrar a terapia e o tratamento certos para sua condição.

Sugestões do editor relacionadas a terapias comportamentais na dependência de drogas e álcool

Como os exossomos são usados ​​na terapia

Terapia da luz vermelha para ansiedade e depressão

Propaganda

um comentário

Deixe um comentário